domingo, 11 de setembro de 2011

Cano e Granderson ajudam com home runs, Teixeira conta com a sorte e Yankees finalmente vencem: 6 a 5

Finalmente o resultado positivo veio e justamente no 11 de setembro, uma data especial para o povo de New York. 

O ataque não foi tão maravilhoso, mas foi muito importante e ajudou o jogo ruim de Freddy Garcia. Curtis Granderson e Robinson Cano enfim apareceram com duas bombas que acarretaram em três corridas no total.  Mark Teixeira, em um lance de muita sorte, impulsionou duas corridas e botou os Yankees com 6 a 5 no placar. David Robertson e Mariano Rivera confirmaram a vitória e assim o time abre 3.5 jogos na liderança da divisão.

O jogo começou ruim para os Yankees. Logo na primeira entrada, Freddy Garcia cedeu um home run duplo para Howard Kendrick.

Na segunda entrada, os Yankees anotaram uma corrida após uma rebatida simples de Chavez e Cano foi correndo da segunda base para o home plate. Finalmente. Teria o ataque acordado após tanto tempo?

Os Angels aumentaram a vantagem na terceira entrada. Com corredores na segunda e terceira bases, Freddy Garcia mandou um wild pitch e Bobby Wilson correu para anotar a corrida.

Na quarta entrada, Robinson Cano diminuiu a vantagem após rebater um home run para o campo direito. Com dois eliminados, as bases lotaram, mas Gardner foi eliminado por bola alta. Entrada encerrada.

Na parte baixa da entrada, Garcia cedeu outro home run duplo, desta vez de Bourjos. 5 a 2 Angels.

Lembram do Curtis Granderson? Ele finalmente reapareceu. Na quinta entrada, com Derek Jeter em base, Granderson mandou uma bomba para o campo direito. Home run e desvantagem de apenas uma corrida.

Na parte baixa da entrada, Freddy Garcia saiu magicamente de bases lotadas, com apenas um eliminado. Eliminou Mark Trumpo por pop out e Alberto Callaspo por bola rasteira. Evitou um problemão.

Freddy Garcia saiu na sexta entrada para dar lugar a Cory Wade. Garcia não foi bem. Cedeu 7 rebatidas e cinco corridas. Wade não encontrou dificuldades para fechar a entrada.

Na sétima entrada aconteceu o lance mais bizarro do jogo e felizmente foi a nosso favor. Brett Gardner e Derek Jeter ocuparam as esquinas, sem nenhum eliminado. Curtis Granderson foi eliminado por strikeout.
E aí veio o momento que marcou o jogo. Mark Teixeira rebateu no fundo do campo central, era para ser ‘apenas’ uma rebatida de sacrifício. Mas a bola escapou da luva do center fielder Peter Bourjos, Gardner e Teixeira anotaram. 6 a 5 Yankees. Contar com a sorte também é válido!

Rafael Soriano entrou na parte baixa da entrada e quase estragava a vantagem dos Yankees. Ele escapou de corredores nas esquinas, com apenas um eliminado. Tudo estava do nosso lado. No início da entrada o prospect Jesus Montero foi substituído por outro na posição de catcher: Austin Romine, que virou o quinto catcher que os Yankees usaram em apenas um semana.

E aí não teve mais jeito para os Angels. David Robertson e Mariano Rivera fecharam com tranquilidade as duas últimas entradas e a vitória estava garantida.

Mariano Rivera anotou sua 599ª save na carreira.

Nesta seguda, às 23 horas, os Yankees iniciam a série diante do Mariners, em Seattle. Phil Hughes enfrentará ‘King’ Felix.  

Ataque não faz absolutamente nada, Angels aproveitam bem e Yankees amargam a quarta derrota seguida: 6 a 0

Após Martin sair lesionado, Posada
fez sua primeira aparição como catcher no ano

Derek Jeter iniciou o jogo com uma rebatida dupla para o campo esquerdo. Curtis Granderson foi eliminado por bola alta, Mark Teixeira por bola rasteira e Robinson Cano também por bola alta. Oportunidade grandiosa para abrir o placar, como é costume, foi desperdiçada pelo ataque.

CC Sabathia não teve uma boa primeira entrada. Cedeu duas rebatidas e um walk, lotando as bases com dois eliminados. Mas Vernon Wells foi eliminado por bola rasteira para a terceira base e um grande problema foi evitado.

Na segunda entrada os Yankees novamente tiveram um homem de lead-off em base. Dessa vez foi Jesus Montero com uma rebatida simples para o campo esquerdo. E nem precisa ser vidente para saber o que aconteceu. Chavez entrou em dupla eliminação e Russell Martin foi eliminado por bola alta no primeiro arremesso que recebeu. Ridículo.

Com dois eliminados na parte baixa da segunda entrada, Jeff Mathis mandou uma rebatida dupla para o campo central. Logo em seguida Maicer Izturis, também com uma rebatida dupla, impulsionou a corrida de Mathis. 1 a 0 Angels. CC Sabathia já chegava perto da marca dos 50 arremessos, um número alto para o início do jogo.

Na terceira entrada, Russell Martin teve que sair do jogo devido a um pequeno corte no polegar direito. Jorge Posada, depois de um longe tempo, foi para a posição de catcher. Howard Kendrick chegou em base através de uma rebatida simples. Ele tentou roubar a segunda base, mas Posada mandou em tempo a bola para Cano fazer a eliminação. Sabathia saiu sem mais sustos.

Mesmo cedendo algumas rebatidas, CC Sabathia estava conseguindo segurar os Angels. Mas o ataque não conseguia fazer absolutamente nada.

Na sexta entrada, Sabathia lotou as bases com um eliminado. Tudo estava voltado para os Angels abrirem uma boa vantagem no jogo, mas Sabathia conseguiu escapar com maestria das bases lotadas. Incrível.

Na sétima entrada havia chegado a notícia que os Red Sox perderam a quarta partida seguida. O nosso rival está com problemas sérios na rotação titular.

E nessa entrada tivemos o que merecíamos. Com Hector Noesi arremessando, foram cedidas mais 4 corridas. Os Angels faziam cinco a zero diante de um time destroçado.

Na oitava entrada, a prova maior do quão ridículo vem sendo o nosso ataque. Eric Chavez e Jorge Posada estavam ocupando as esquinas, com um eliminado. Se você é um torcedor inteligente saberia dizer o que viria pela frente. Corridas? Um home run? Claro que não. É o ataque dos Yankees e veio uma dupla eliminação de Eduardo Nunez. Entrada encerrada.

O pobre arremessador, George Kontos, que veio das Minors Leagues, entrou para tentar deixar a humilhação em apenas cinco corridas. Não deu e ele acabou cedendo a sexta. Mas foi “somente” isso mesmo.

Dan Haren fez seu jogo completo diante do nosso ataque. Cedeu apenas 4 rebatidas.

Péssima hora para o time mostrar a falta de capacidade para rebater diante de grandes arremessadores. Vem sendo assim ao longo do ano.

Claro que os arremessadores possuem um pouco de culpa, mas se formos olhar para a maioria dos confrontos, eles são os menos culpados.

Os nossos rebatedores, pelo poder de ataque que possuem, pelo salário multimilionário que cada um recebe, tem a obrigação de jogar bem também contra ótimos arremessadores. Eu sempre repito: rebater contra jogadores medianos é muito fácil.

Playoffs chegando e time preocupando bastante. Triste realidade.

Neste domingo teremos mais um arremessador de qualidade pela frente: Santana, às 16h35. Esperamos pela força de vontade do time em vencer neste dia tão especial para os Americanos e principalmente ao povo de New York.

Obs: Alex Rodriguez sentiu mais uma vez a lesão no polegar e ficará fora por cerca de 4 jogos.