terça-feira, 11 de agosto de 2015

O blog mudou

O blog Yankees Brasil agora está somente no facebook. Um novo formato atualizado e com todas as informações, histórias e imagens para os fãs do maior time de baseball do mundo. Acesse nossa página e curta para que possa ficar por dentro de tudo que acontece. 

sábado, 6 de dezembro de 2014

Yankees começa a ação nesta offseason



Após um longo tempo sem movimentações, Yankees fecha duas negociações no mesmo dia, no início da tarde de ontem (dia 05/12) Yankees acerta uma troca entre três times: Arizona Diameondbacks envia Didi Gregorius (SS) para o Yankees, Yankees envia Shane Greene (RHP) para o Tigers, Tigers envia Robbie Ray (LHP) para o Arizona. Particularmente gostei da troca, Gregorius tem potencial, apesar de não tem números impressionantes tem muito a crescer, Greene dificilmente teria espaço no time, fora que seria complicado ele ter números tão bom quanto da temporada passada.

No final da tarde foi anunciada a aquisição do FA Andrew Miller (LHP) por um contrato de 36 milhões por 4 anos. A princípio valor parece um pouco alto para um pitcher que vem pra setup, mas continuando com Robertson faria que o time tivesse um dos melhores bullpen da liga.

É bom continuarmos de olho nas movimentações do Yankees ainda tem muitas negociações a serem feitas, vamos ver se Yankees tez Scherzer, e um bom 2B tipo o Asdrubal Cabrera, além de conseguir renovar com Headley e Robertson.

http://espn.go.com/new-york/mlb/story/_/id/11984196/andrew-miller-deal-new-york-yankees

http://espn.go.com/new-york/mlb/story/_/id/11982905/new-york-yankees-acquire-shortstop-didi-gregorius-arizona-diamondbacks-three-team-trade


quinta-feira, 14 de novembro de 2013

A politica dos Yankees contra a barba

Desde 1973 quando George Steinbrenner veio para os Yankees, que ele adotou uma politica não tanto convencional nos padrões de hoje. Foi em um jogo contra os Indians que  Steinbrenner notou que os jogadores estavam muito barbudos e cabeludos para seu padrão. Durante o hino nacional Steinbrenner anotou os números dos uniformes dos jogadores que deveriam cortar a barba e o cabelo. Thurman Munson, Bobby Murcer, Sparky Lyle e Roy Branco foram os “infratores” e eles receberam a ordem de cortar a barba e o cabelo imediatamente. Steinbrenner disse que não permitira nenhum pelo facial abaixo dos lábios, somente o bigode foi permitido. Em 1983 o manager Yogi Berra ordenou que Goose Gossage removesse a barba. Ele aceitou a ordem, mas deixou o bigode. O incidente mais famoso ocorreu em 1991. Embora Steinbrenner foi suspenso na época, a administração dos Yankees ordenou que Don Mattingly cortasse o cabelo. Mattingly recusou e foi parar no banco. Isso gerou um frenesi na mídia que zombava da atitude dos Yankees. Depois de muita confusão, Mattingly cortou o cabelo e voltou a equipe. Em 1995 Mattingly entrou em conflito novamente com a diretoria Yankee. Ele deixou crescer um cavanhaque e isso irritou Steinbrenner que o criticou publicamente. Depois de mais confusões, Mattingly fez a barba e permanece sem ela até hoje. Esse politica radical desde a década de 70 permanece até hoje, mesmo com a morte de Steinbrenner. Os Yankees cogitaram contratar vários jogadores que eventualmente usam barba e isso causou mal estar. David Price foi um que disse que não aceitaria essa regra. Os Yankees cogitaram a contratação de Price. Brian Wilson é outro que foi cogitado pelos Yankees para 2014, mas nem em sonho Wilson aceitaria cortar a barba. Ele recusou a quantia de um milhão de dólares oferecidos por uma empresa de aparelhos de barbear. Derek Jeter comentou essa regra e disse. “Vale mesmo a pena ficar barbudo e recusar jogar nos Yankees por uma quantia alta de dinheiro?” Jeter disse que os jogadores devem pensar nessa hipótese. Talvez seja a hora de mudar essa regra que também já existiu em alguns times da liga nacional. A única equipe que mantem isso até hoje é os Yankees.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Mariano Rivera homenageado por sua carreira

BOSTON - Já se passaram quatro semanas desde a última partida mesmo assim, Mariano Rivera insiste que ele está gostando de seu status como um jogador de beisebol aposentado.
Ontem Rivera propôs uma ideia ao comissário da Major League Baseball Bud Selig. Que tal uma outra turnê de despedida, desta vez em estádios Liga Nacional? O panamenho estava brincando, mas essa ideia não é de se jogar fora.
"Chefe, ouça bem o que eu vou dizer", disse Rivera "Eu fiz uma turnê completa na liga americana, acompanhado o tempo todo por minha família, então eu decidi que eu quero fazer na Liga Nacional."
Selig estava entusiasmado com a ideia: "Vamos fazer isso acontecer", disse ele.
Rivera foi homenageado na véspera do segundo jogo da World Series, recebendo um troféu de Selig por as suas realizações históricas. Rivera está aposentado após 19 anos de carreira, e estabeleceu o recorde de SAVES com 652. Aos 43, ele marcou 44 SAVES nesta temporada.
"Receber este prêmio é algo especial", disse Rivera.
Em seguida, Rivera deixou o campo no Fenway Park, com sua esposa e três filhos. Os fãs do Red Sox aplaudiram e David Ortiz , abraçou Rivera no campo.
Selig disse que Rivera é um "modelo" de baseball.
Dizem que recoredes existem para serem quebrados, mas essa marca de 652 SAVES deverar durar por muito tempo, disse Selig.
Para finalizar, Mariano Rivera tirou qualquer possibilidade de retorno precoce.
"Estou bem e agora eu quero descansar." disse Rivera

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Um nome que será para sempre lembrado no baseball

Um nome que será lembrado para sempre no baseball, Mariano Rivera. Ontem de maneira oficial, Rivera se despediu do Yankee stadium e dos fãs que lá estavam. Aos 43 anos e dono do recorde de 652 saves na temporada regular, Rivera ficou emocionado quando Andy Pettitte e Derek Jeter foram até o montinho cumprimentá-lo. Em um abraço longo com Pettitte, vimos Mariano Rivera chorar de emoção. Rivera se aposenta depois de números expressivos em sua carreira, 652 saves na temporada regular, 42 nos playoffs ambos recordes na liga; além de cinco World Series e 13 vezes convocado para o jogo das estrelas. Rivera entrou na oitava entrada com o som de ‘Enter Sandman’ , do Metallica, musica que o acompanhou durante todos estes anos no tradicional estádio dos Yankees. Mariano Rivera eliminou dois jogadores até ser substituído. Mesmo com a derrota dos Yankees no jogo de ontem, a emoção em ver um “mito” se despedindo foi maior. Depois do termino do jogo, Rivera subiu até o montinho novamente e apanhou um pouco da terra por onde ele pisou muitas vezes. Profissionais assim que fazem do esporte uma paixão mundial.

Rays 4 x 0 Yankees