sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Agradecimentos

Eu agradeço a todos os companheiros que acompanharam conosco pelo blog essa temporada dos Yankees. Agradeço o pessoal do Facebook e do Twitter que ajudaram muito a fazer o blog crescer cada dia mais. Agradeço meu amigo João Albuquerque que colaborou e praticamente tocou o blog nesse período todo. Ano que vem tem mais. Mas não por isso que o blog não deixara de ficar atualizado. Vamos continuar ligados nas noticias do nosso amado Yankees e vocês irão acompanhar aqui no New York Yankees Brasil.

O dono do mundo


Falar de um time que dispensa comentários como o New York Yankees é teoricamente fácil. Um time que já contou com as maiores lendas do baseball, que tem incontestáveis 27 títulos da World Series. Enfim falar dos Yankees é falar de tradição e vitorias. Ontem presenciamos um fato único e isolado e que não costuma acontecer. Os Yankees ficaram pelo caminho e não vão disputar a final da liga americana. Fato raro e que não se vê sempre. Não tirando os méritos do Detroit Tigers e defendendo o nosso time, mas ontem eles contaram um pouco com a sorte. Dois home runs na primeira entrada em jogo decisivo no Yankee stadium é algo raro. Bases lotadas e o ataque dos Yankees não anotar corridas, também é raro. Sem contar o home run  de Cano que foi sem homens em bases.  E a rebatida de Jeter? Se fosse em outro dia seria home run. Grandes times estarão sempre na mira dos adversários. Ontem tivemos o mundo contra os Yankees. Todos que não são Yankees vibraram com a derrota, fazer o que? É o time a ser batido. Todos nós sabemos que a superioridade historia dos Yankees é algo incontestável. Os 27 títulos não serão nunca ultrapassados, não pelo menos nessa vida. Ontem foi um dia atípico na nossa historia, pois perdemos pelos nossos erros e não pela superioridade do adversário que em minha opinião é fraco e terá que jogar muito para passar pelo Texas. Agora feche os olhos e imagine os Yankees com Alex Rodriguez em boa fase, Mark Teixeira de 2009? Não precisava de mais nada para vencer ontem e ir adiante.

2011: Um ano que precisa ficar guardado na memória

Apesar da eliminação para o Detroit Tigers, no jogo 5 da ALDS, os Yankees precisam guardar na memória a temporada de 2011. Esteve longe de ser uma super temporada, já que o ataque infelizmente sumiu em vários momentos importantes, mas também não foi um fracasso total.

Aliás, não era nem para termos nos classificado direito para os playoffs, segundo alguns especialistas antes do início da temporada. O Boston Red Sox, time que iria “ganhar tudo”, nem foi para a pós-temporada. Então, fizemos um bom trabalho por conseguir ser o melhor time da Liga Americana na temporada regular.

É claro que todos queriam a conquista da World Series, porém, a história de um clube não é construída apenas por títulos, mas também de grandes momentos.

Derek Jeter faz história, mais uma vez

Primeiro foi o ‘3000th hit’ de Derek Jeter no dia 8 de julho, contra o Tampa Bay Rays. Na tarde com forte calor em New York, o nosso capitão conseguiu cinco rebatidas em cinco aparições no bastão. Foi um jogo perfeito para ele, ainda mais com a rebatida 3000 sendo feita através de um home run. David Price foi a 'vítima'.

Foi um momento realmente emocionante e muito legal de se acompanhar. Ele recebeu todas as gratificações possíveis, teve um documentário especial criado pela HBO e botou o seu nome ainda mais no topo dos maiores jogadores da história dos Yankees.

Mariano Rivera, o melhor closer de todos os tempos

No dia 19 de setembro, mais um momento super especial no Yankee Stadium. Contra o Minnesota Twins, Mariano Rivera conseguiu a save de número 602 em sua carreira, ultrapassando assim Trevor Hoffman e se tornando o maior closer de toda a história da Major League Baseball.

Os grandes nomes do ataque

Depois tivemos Robinson Cano levando o título do Home Run Derby no All Star Game. E também novamente fazendo uma excelente temporada: 28 home runs (sendo três grand slams na temporada regular) e 118 corridas impulsionadas.

Curtis Granderson fez a melhor temporada de sua carreira e poderá muito bem ganhar o prêmio de MVP. Foram 41 home runs, 136 corridas anotadas e 119 corridas impulsionadas. Simplesmente sensacional.

Recorde histórico na MLB

Houve também a escrita de um recorde histórico: 3 grand slams em um mesmo jogo. No dia 25 de agosto, o Oakland Athletics foi arrasado pelo placar de 22 a 9. Robinson Cano, Russell Martin e Curtis Granderson mandaram um grand slam cada. Com isso, os Yankees se tornaram a primeira equipe na história a rebater três grand slams em apenas um jogo.

O possível adeus de um ídolo

Vimos possivelmente a última temporada de um gigante chamado Jorge Posada. Foram 16 anos totalmente dedicados ao New York Yankees, a maioria deles como catcher titular do time. Neste ano, jogou de rebatedor designado, mostrou insatisfação em certos momentos, mas aos poucos foi se acostumando.

Infelizmente, Posada saiu com uma eliminação dolorosa, onde ele ironicamente foi um dos principais nomes do ataque. Não se escondeu, lutou, tentou fazer de tudo para os Yankees conseguirem o objetivo principal.

Mesmo tendo uma temporada apenas decente, Jorge Posada ainda conseguiu levantar a torcida com momentos mágicos. Foi assim no meio do mês de Agosto quando ele rebateu um Grand Slam contra o Tampa Bay Rays. Também contra o mesmo time, no final do mês de setembro, ele impulsionou as corridas que levaram os Yankees a conquistar a AL East.

Jorge Posada saiu chorando após a derrota dos Yankees para os Tigers no jogo 5 da ALDS. Todos nós sabemos que ele é um vencedor e jamais será esquecido.

Um futuro que poderá ser bastante promissor

Enquanto uns são levados pelo tempo, mas deixando a sua vitoriosa marca, outros chegam para tentar fazer escrever seus nomes na história.

Ivan Nova e Jesus Montero. 

Ivan Nova teve 16 vitórias e apenas 4 derrotas no ano. Venceu o jogo 1 da ALDS, teve problemas no jogo 5 (sentiu dores no antebraço) e não conseguiu arremessar bem. É um arremessador que tem tudo para se tornar bem temido pelos adversários durante pelo menos uma década.

Jesus Montero, catcher, é considerado uma das grandes promessas vindas das ligas menores. Mostrou que realmente pode fazer estrago no time rival. No mês de setembro ele foi chamado para estrear no time principal, jogando de rebatedor designado, e teve ótimos números: 4 home runs, 20 rebatidas válidas e 12 corridas impulsionadas.

É hora de esperar 2012. Mudanças poderão ocorrer, mas todos nós sempre estamos aguardando por coisas melhores, assim como participações mais positivas de jogadores muito caros (Alex Rodriguez e Mark Teixeira).