sábado, 10 de setembro de 2011

Ataque joga novamente mal e estraga excelente jogo de Bartolo Colon contra os Angels; Terceira derrota seguida: 2 a 1

Se o ataque não melhorar, essa será a
cara dos nossos  jogadores  na pós-temporada
O início do jogo foi comandado pelos arremessadores Bartolo Colon e Jered Weaver. Na terceira entrada, a nossa grande promessa apareceu mais uma vez. Com uma pancada para o campo esquerdo, Jesus Montero deixou os Yankees em vantagem: 1 a 0. Logo após isso, Jeter, Gardner e Granderson foram facilmente eliminados.

E assim continuou até os Angels terem uma boa oportunidade na quinta entrada. Com um eliminado, Peter Bourjos chegou em base através de um bunt e Jeff Mathis após um arremesso errado de Derek Jeter para a primeira base. Erick Aybar rebateu para o campo direito e Mathis foi eliminado na segunda base. Howard Kendrick mandou uma rebatida simples para o campo direito e impulsionou a corrida de Bourjos. Jogo empatado.

O duelo de arremessadores continuou. O ataque dos Yankees foi absurdamente dominado e mais uma vez mostrou que possui muitas dificuldades de enfrentar arremessadores mais qualificados. No fim da parte alta da oitava entrada, o time havia conseguido apenas três rebatidas e levado 11 strikeouts de Weaver.

E nesta mesma entrada Bartolo Colon saiu. Jogo excelente, cedeu seis rebatidas, mas só levou uma corrida e anotou 5 strikeouts. David Robertson entrou e não teve problemas para encerrar a entrada.

Jered Weaver foi substituído na nona entrada por Jordan Walden. Após Mark Teixeira ser eliminado por bola rasteira, A-Rod andou e foi substituído por Eduardo Nunez. Mas estupidamente Nunez foi eliminado tentando roubar a segunda base e logo em seguida Cano saiu por strikeout.

Aaron Laffey começou a nona entrada, mas logo cedeu uma rebatida simples para Alberto Callaspo. Luis Ayala entrou para tentar levar o jogo para a entradas extras, mas as esquinas ficaram ocupadas após rebatida simples de Vernon Wells. Ayala acertou Peter Bourjos e as bases lotaram com nenhum eliminado.

Izturis encerrou um jogo com uma rebatida de sacrifício que impulsionou a corrida de Jeremy Moore (havia entrado no lugar de Callaspo). Terceira derrota seguida: 2 a 1 Angels.

Os últimos três jogos foram um desastre e as derrotas são inaceitáveis do jeito que se sucederam. O ataque neste jogo foi horroroso, assim como pecou bastante contra o fraquíssimo Orioles. Era para estarmos 5.5 jogos na frente dos Red Sox neste momento, mas continuamos com 2.5.

Sim, os Red Sox perderam os últimos três jogos também. Mas quem estava arremessando eram jogadores, que possivelmente dois deles, nem estarão na rotação titular daqui a um mês.

São jogos como esses que deixam o torcedor realmente preocupado para os playoffs. O ataque é bom nos números, principalmente contra arremessadores de média para boa categoria. Mas e quando enfrentam ótimos arremessadores? Óbvio que a tendência é ter dificuldades, porém nós estamos com dificuldades acima do normal. Se mandar uma bola de curva, no canto baixo, os nossos rebatedores caem como bobos. Parece até fácil demais.

Somando o número de rebatidas de A-Rod, Cano, Teixeira e Granderson neste jogo, chegamos no número UM. Uma rebatida foi feita pelos nossos melhores rebatedores neste jogo diante dos Angels em 15 oportunidades. 

Quando o seu arremessador vai bem e cede apenas uma corrida, é obrigação do ataque, principalmente esse que se diz o ‘melhor ataque da MLB’, anotar corridas suficientes para dar suporte. Não vamos nos deixar enganar pelas duas vitórias sobre os Red Sox, pois nelas os nossos rebatedores cometeram diversos erros também. É preciso acordar já que estamos em setembro e o objetivo é ganhar a World Series, certo? Mas lá nos playoffs não iremos enfrentar arremessadores dos Orioles nem dos A's para nos ajudarem a anotar 3 Grand Slams e 22 corridas.

O ataque pode neste próximo jogo arrebentar, todos nós torcemos por isso, mas a verdade tem que ser dita: esse time está muito longe da perfeição que alguns pensam, principalmente no setor ofensivo. É torcer, sempre, para que tudo mude e que os nossos jogadores passem a desempenhar um papel realmente bom nessa reta final de temporada.

Neste sábado, às 22h, CC Sabathia enfrentará Dan Haren. É a chance para o time se redimir, mas Haren é também um arremessador de muita qualidade. Veremos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário